R$6
R$9
R$+
Group 21Group 22
106
Click outside or press esc to close

By News do Amure Pinho

09/13/2020 - 19:32

Como criar um pitch memorável

O que eu percebi que acontece com muita frequência quando vejo empreendedores vindo falar comigo é que eles não sabem explicar de forma simples o que eles fazem, fazem um discurso confuso e logo na sequência eles dizem que estão precisando de investimento.
Saber explicar o seu negócio é uma das coisas mais importantes para quem está a frente de uma startup, então você precisa dominar essa skill, ponto final.

Vamos começar pelo básico, o Pitch de elevador, o elevator pitch.

O pitch de elevador é uma metáfora interessante. Imagine que você está em um elevador, a porta abre e aquele investidor que você quer para o seu negócio entra.
Você tem 30 segundos antes de chegar o andar do investidor, então eles precisam ser mágicos.
Esse pitch é usado em todas as situações, para falar com as pessoas interessadas em investir em você, mas também para aquelas que não vão te dar dinheiro, como jornalistas, amigos, seus pais etc.
Ele não será seu único pitch, ele será a abertura de set e o objetivo dele é gerar curiosidade e desejo. Depois de abrir o set, você terá mais espaço para um pitch de 2 minutos (falaremos dele mais tarde), quando você está de frente com pessoas que estão interessadas no seu negócio, são as pessoas de quem você pode querer captar investimento, ou pessoas que você quer contratar para sua startup ou quem você precise explicar com mais profundidade.
É importante deixar claro uma coisa:
Vão existir momentos em que você tem 5, 10 minutos para apresentar a sua startup como em um demo day por exemplo, mas na minha opinião, quanto mais tempo pior.
Eu acho que você consegue explicar tudo que precisa em menos de 2 minutos. E quanto mais você fala, maior é a chance de você perder a sua audiência dizendo alguma coisa que as pessoas não gostam.
Então fale menos, provavelmente você vai se sair melhor. Menos é mais aqui.

Seu pitch de 30 segundos. O Pitch de elevador

O Pitch de 30 segundos é muito simples e ele precisa estar na ponta da língua. A maioria dos empreendedores tenta improvisar isso e perdem a oportunidade de fazer bonito e a primeira impressão é a que fica.
Comece presumindo que a pessoa que está te ouvindo não sabe nada so assunto que você está falando, e na maioria das vezes elas não vão saber mesmo.

A primeira parte do pitch é explicar o que sua startup faz

A dica de ouro aqui é imaginar que você está falando com a sua mãe ou o seu pai e você precisa explicar pra eles o que você faz em uma frase. Se eles não entenderem, você precisa mudar a frase.
Acredita em mim, não tem problema nenhum se você usar uma linguagem REALMENTE simples.
Está tudo bem se você falar por exemplo:
Nós somos a MaxMilhas e permitimos que qualquer pessoa possa comprar passagens aéreas mais baratas usando as milhas acumuladas por outros viajantes.
Você não precisa falar que vocês são um marketplace que compara os preços de passagens com os preços das milhas nas companhias aéreas e usando essa diferença fazem um leilão para encontrar milhas mais baratas até achar a melhor oferta.
EU NÃO SEI O QUE É ISSO! Sua mãe também não vai entender! Vai levar mais tempo para as pessoas entenderem como funciona do que simplesmente perceber o VALOR que você entrega, então use uma linguagem simples. Ninguém se envolve por tecnologia, as pessoas se envolvem por problemas bem resolvidos.

A segunda parte é mostrar quão grande é o seu mercado

Se você não sabe o tamanho do seu mercado, ao final desse vídeo você vai parar tudo e pesquisar os números dele. Não é complicado. Você consegue esses números pesquisando algumas horas no Google.
Investidores gostam disso. Pessoas gostam disso. Essa informação irá trazer a visão de oportunidade por trás do seu negócio.
No caso da MaxMilhas, eles poderiam dizer qual o tamanho do mercado de passagens no Brasil, ou quão grande é o mercado de vendas de passagens online, ou quanto as empresas aéreas movimentam no Brasil.
Isso vai ajudar os investidores a entenderem o seguinte:
Humnn, então quer dizer que se nós ficarmos grandes, se nós realmente acertarmos isso, nós podemos valer alguns milhões.

A terceira parte é mostrar quanto de tração você já tem

Em um universo ideal, o que você quer mostrar aqui é algo como:
- “Nós lançamos em fevereiro e estamos crescendo 25% mês a mês desde então” ou
- “Nossas vendas já ultrapassaram mais de x mil reais no último mês” ou
- “Já atingimos mais de x mil reais em receita” ou
- “Mais de x mil usuários já assinaram o nosso serviço”

Mas e se eu ainda não tenho tração para mostrar?

Então a sua única alternativa é convencer os investidores que você está executando REALMENTE rápido e que em pouco tempo os resultados vão chegar. Por exemplo:
“Nosso time começou a trabalhar em junho e em agosto, lançamos uma versão beta do nosso MVP. Em setembro, lançamos nosso produto e estamos 100% focados nos primeiros usuários.”
Convença os investidores de que você está se movimentando rápido e que essa construção não é um trabalho árduo que vocês não construindo algo como se fosse uma grande empresa robusta e lenta, mas que vocês pensam como uma startup e que estão se adaptando rápido e que podem cometer erros, mas são ágeis para corrigir.
Aqui acontece um erro muito comum, que talvez você já tenha errado também: mostrar que o que vocês estão fazendo é difícil e que exige muita calma para construir algo bom de verdade.
ISSO É UM ERRO!
Se você não tem tração, mostrar complexidade pode parecer uma defesa para a sua demora, mas vai gerar um efeito contrário na cabeça do investidor que vai achar que você:
- Não sabe priorizar
- Não vai ter fôlego para continuar por muito tempo
- Que ainda não entendeu o que precisa ser feito, e o pior
- Que quando o investimento chegar, vai gastar mais do que deve construindo algo complexo, do que algo que gere receita e faça o negócio crescer de verdade.

Isso é tudo que você precisa mostrar em 30 segundos? Sim!

Porque à partir desse ponto, você pode começar uma conversa em que a pessoa que está te ouvindo está interessada em saber mais sobre a sua startup
À partir desse ponto, as pessoas sabem exatamente o que você faz. Você pode até não entender a importância de explicar o seu negócio em 30 segundos, mas tente internalizar isso.
Se você não quiser fazer as próximas aulas, pelo menos entenda essa parte e teste essa abordagem nas próximas vezes que for falar do seu negócio.
Você vai perceber o resultado e vai voltar aqui para fazer as próximas aulas.
Seu pitch de 30 segundos ficou assim:
O que você faz + Pra quem você faz + Tamanho de mercado + Tração

Mas e a dor, meu diferencial, meu time etc?

Isso entra no seu pitch de 2 minutos e eu vou te ensinar como fazer na minha próxima aula gratuita "Como criar um pitch memorável" que vai rolar amanhã.

Quer assistir?

Acesse www.omatch.com.br e se inscreva, o link da aula será enviado para todo mundo que entrar no grupo, após o cadastro. Te espero lá. :D